A psicologia aplicada à odontologia é uma área de conhecimento que tem como objetivo a avaliação, controle e modificação dos comportamentos dos indivíduos inseridos em contextos de tratamento odontológico. Ela é derivada da psicologia clínica da saúde e reflete uma filosofia da atenção integral à saúde do homem, em sua unidade biopsicossocial, considerando seu ambiente físico e seu meio sociocultural. Essa abordagem interdisciplinar requer a colaboração mútua e a integração de conhecimentos da psicologia, da odontologia e de outras ciências da saúde.

A atuação profissional do odontopediatra não se restringe apenas à execução de procedimentos técnicos preventivos e curativos de odontologia. Ela também inclui treinamento adequado para lidar com problemas comportamentais do paciente, considerando as características de cada criança, a fase de desenvolvimento em que se encontra e as circunstâncias específicas de cada situação.

As variáveis psicossociais são elementos psicológicos que os indivíduos têm ou adquirem por meio de imitação ou experiência, como sentimentos, crenças, ideias e pensamentos, principalmente quando expostos a eventos ou situações percebidas como estressantes. No caso de um consultório de odontologia, alguns procedimentos de intervenção psicológica podem auxiliar a reduzir o caráter estressante com que a criança percebe a situação de consulta ou de tratamento dentário.

O medo do dentista e dos eventos que envolvem o tratamento é uma das variáveis psicossociais mais comuns em indivíduos que frequentam consultórios de odontologia. O medo é uma sensação natural que os indivíduos apresentam como resposta a situações percebidas como estressantes ou aversivas e sobre as quais se sentem impotentes. As crianças tendem a apresentar comportamentos de fuga, comportamentos de esquiva ou comportamentos de ansiedade quando expostas a uma condição que tenha gerado medo. A intervenção psicológica pode ser útil para reduzir o medo e tornar a experiência mais agradável para o paciente.

A psicologia aplicada à odontologia tem se mostrado uma ferramenta essencial para promover e manter o estado geral de saúde do indivíduo, bem como prevenir e facilitar o enfrentamento eficiente de situações de tratamento dos transtornos bucais de usuários de sistemas de saúde. É importante que os profissionais da área odontológica tenham conhecimentos sobre essa abordagem para proporcionar um atendimento mais humanizado e eficaz aos seus pacientes.

Deixe um comentário

Abrir bate-papo
1
Faça sua cotação agora mesmo.
Escanear o código
Olá 👋
Bem vindo ao site da Rotta Digital. Como podemos te ajudar hoje?